Mercado brasileiro de outsourcing alcançará R$ 30 bi até 2014

Projeção é da IDC, que estima ainda taxas de crescimento desses negócios de 10% ao ano. Montante não inclui contratos de exportações.

Com o aquecimento da economia, as empresas brasileiras deverão aumentar os contratos de outsourcing. A IDC estima que os negócios nessa área vão crescer 9,9% ao ano e chegar em 2014 com receita de 30 bilhões de reais, ante 19,3 bilhões de reais registrados em 2009. Nesse montante, estão serviços para atender apenas a demanda interna e não soma as exportações.

Entre os fatores que vão puxar esse crescimento estão a necessidade dos CIOs de respostas mais rápidas aos negócios, a complexidade do ambiente de TI e o aumento da oferta de serviços terceirizados, principalmente das soluções de cloud computing.

O analista de mercado da IDC Brasil, Reinaldo Roveri, observa que os CIOs estão muito pressionados a tomar decisões em menor espaço de tempo para suportar as operações de negócios. Essa necessidade está fazendo com que eles recorram mais ao outsourcing para se liberar de atividades que não são o core business e ter mais tempo para se dedicar a projetos estratégicos.

Roveri menciona que estudo da IDC sobre tendências para 2011 apontou que três temas estão no radar dos gestores de TI. Um deles são implementações de projetos para governança, apontados por 32% das empresas.

O segundo são as implantações de sistemas de gestão empresarial (ERP), mencionados por 28,8% dos entrevistados. O terceiro, para 28,1% dos participantes do estudo, é adoção de tecnologias inovadoras para trazer diferencial competitivo aos negócios da empresa.

Para entregar essas soluções, os CIOS estão olhando mais para o outsourcing, afirma Roveri, embora ele observe que a terceirização traz novos desafios para as companhias.

Entre os serviços que as émpresas devem buscar mais no mercado estão os de data center, segmento que está bastante aquecido no Brasil. O relatório da IDC projeta que os negócios nessa área vão registrar taxas de crescimento de aproximadamente 15% nos próximos quatro anos.

As estimativas da consultoria são de que esse segmento chegará em 2014 com faturamento de 3 bilhões de reais, sendo que a parte de hospedagem de infraestrutura responderá por metade dos negócios, ou seja, movimentará 1,5 bilhão de reais, ante 777 milhões de reais apurados em 2009.

Por Edileuza Soares, da Computerworld

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s