Campus Party 2011 – Parte 1 – Fila, Freaks, mais fila e nada de água…

Nesta segunda-feira (17/01) começou oficialmente a Campus Party Brasil voltando em sua quarta edição mais uma vez propondo um grande encontro de amantes da tecnologia com palestras e oficinas em várias áreas de interesse como Social Media, Desenvolvimento, Games, Música, etc.

Nós do S3Blog não poderíamos deixar de conhecer de perto este evento e trazer as notícias e relatar os acontecimentos deste grande evento que está reunindo mais de 6500 campuseiros de todo o Brasil e alguns de outros países. Para cobrir este evento, embarcamos nesta empreitada eu e meu sócio e amigo Kleidson Abreu.

A Chegada

Nosso objetivo neste primeiro dia era demarcar nossas barracas e retornamos para nosso QG para prosseguir com alguns projetos da Consultoria S3. Portanto seguimos para o Centro de exposições Imigrantes e chegamos por volta de 12h30 e nos deparamos com uma imensa fila já formada já iniciando a entrada pelos portões que haviam sido abertos as 12h.

Uma imensidão de nerds e outros aficcionados por tecnologia. Muita gente carregando gabinetes de computador, monitores de até 26″, malas gigantes e até uma mesinha desmontável. Pessoas de vários estados brasileiros e alguns extrangeiros aguardavam com bom humor na fila kilométrica de dava uma porção de voltas.

Pessoas de todos os cantos

Caravanas de vários estados chegavam e engrossavam a fila, enquanto outras conseguiam se adiantar no check-in nos portões. Um grupo vindo diretamente do Rio Grande do Sul trazia uma bandeira de seu estado e os campuseiros compartilhavam um copo com chimarrão.

Conversamos com Ana Lúcia, uma carioca que contou: “Não tive oportunidade de vir as outras edições, mas neste ano deixei tudo programado pra conseguir aproveitar ao máximo a Campus Party em São Paulo”. Ana era uma das campuseiras que trazia orgulhosamente seu notebook para aproveita a internet de 10Gigabits oferecida no evento. Ao cair da tarde um grupo de baianos cantava músicas de seu estado pra animar o pessoal. Muita gente ali tinha vindo direto do aeroporto com a bagagem ainda selada pelas companhias, tudo pra aproveitar o máximo do evento.

O doloroso caminho até o credenciamento

Já fazia 4 horas que estávamos na fila ainda serpenteando o pátio do local aguardando o momento de entrar e nos assentar nas barracas. Nada de água. Nenhum vendedor ambulante, nem bebedouro, nem supermercado nos arredores e muito menos em nossas mochilas. E a medida que avançavamos na fila diferentes tipos de pessoas podiam ser vistas. Desde as garotas nerds casuais, até os nerds freaks, com visual extremista e sempre fuçando em seu notebook no meio da fila. Gente que seria considerada “estranha” ou diferente para a maioria estava ali, afinal a Campus Party é o território dos nerds, assim como eu mesmo me defino.

Perto do fim do tormento, chegando as absurdas 7 horas na fila e após ter que pagar 4 reais por uma lata de refrigerante e ainda sem nem poder optar por água, fomos nos aproximando do check-in e ambos eu e meu parceiro de jornada conseguimos passar sem ter os crachás perdidos (uma das reclamações do dia). Eis que os patrocinadores do evento nos proporcionaram brindes legais como uma mochila, kits com escovas de dente, milhares de panfletos, um roupão, toalha, viseira para sono (!!!) muita água mineral e um Cup Noodles. Eis que um rapaz começa a conversar conosco e juntos tentamos verificar o porquê da demora em acabar nosso tormento. E durante a conversa, esse mesmo senhor antenado no mundo dos podcasts valendo de comentários próximos a respeito da “Podosfera” revela ser Sérgio Vieira, podcaster veterano de seu Impressões Digitais e o Rapaduracast nas horas vagas. Sérgio afirmou que o mundo dos podcasts anda saturado com mais do mesmo e falta algo novo, sugeri que ele ouvisse o nosso S3CAST e comentasse sua opinião, aguardarei o retorno.

Por fim após 8h30 de espera estávamos nós alojados em nossas barracas e já precisando refazer todo o caminho pra casa pra seguir com os negócios. Vamos ver o que nos espera na próxima etapa.

ATUALIZADO: Assista também nosso S3VLOG ploto mostrando este dia fatídico AQUI


Rafael Honorato é sócio-diretor da Consultoria S3. Formado em redes de computadores, atua como gerente de projetos e consultor de TI focando a aplicação estratégica e a criação de soluções inovadoras. Apresenta o S3CAST, podcast da Consultoria S3. É carnívoro convicto, tenista iniciante, guerrilheiro 5º nivel, empreendedor autodidata e apesar de tudo o que vê nesse país ainda é decididamente um humanista .

E-mail: rafael.honorato@consultorias3.com.br

Twitter: @rafaelhonorato

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s