Sony processa responsáveis por destravar o PS3

A Sony entrou com um processo judicial contra Geoge Hotz (GeoHot) e mais 100 pessoas do grupo hacker fail0verflow, que foram responsáveis pelo destravamento do Playstation 3.

A quebra de proteção do console da Sony permitiria rodar jogos piratas ou sistemas operacionais diferentes. E a empresa argumenta que isto constitui em infração de direitos autorais e fraude computacional.

GeoHot, um dos principais responsáveis por hackear o PS3, afirmou em entrevista à rede BBC que está confiante que a ação não terá sucesso e que acredita no direito digital, pois de acordo com seus advogados a Sony não tem embasamento legal para tal ação.

“Eu esperava de uma empresa, que se orgulha da propriedade intelectual, que fosse conhecedora das disposições da lei. Estou desapontado com a Sony”, afirmou GeoHot à BBC.

O jovem de 22 anos, que foi o primeiro a quebrar a segurança do iPhone, foi mencionado na ação juntamente com mais 100 pessoas do mesmo grupo fail0verflow, acusado pela Sony de fraude.

Na ação a Sony pede por uma medida liminar que proíba GeoHot de continuar suas atividades hacker e prevenir a distribuição do software obtido com a quebra do PS3.

“Trabalhando individualmente e em conjunto com outros, os réus recentemente ignoraram as medidas de proteção tecnológica utilizada pela Sony”, afirmou a empresa em documento enviado a corte da Califórnia, EUA.

Fonte: Info

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s