“Nasce um trouxa por minuto”, diz Stallman sobre usuários do Chrome OS

Fundador da Free Software Foundation alerta sobre os perigos legais do sistema e a fragilidade de se confiar dados pessoais à computação em nuvem. 

O fundador da Free Software Foundation criticou o Chrome OS, da Google, dizendo que ele forçará os usuários de PC a colocar seus dados em risco, já que eles serão armazenados na nuvem e não na sua máquina pessoal.

Richard Stallman, que também criou o sistema operacional GNU, afirmou ao The Guardian que o sistema vai “empurrar as pessoas no caminho da computação descuidada” já que, ao guardar seus dados na nuvem, os usuários de PC perderão os direitos legais sobre seus dados e a capacidade de controlá-los.

“Nos Estados Unidos, você até perde direitos legais se armazenar seus dados nas máquinas de uma empresa em vez de suas próprias”, afirmou.

“A polícia precisa apresentar a você um mandado de busca se quiser obter seus dados; mas se eles estiverem armazenados no servidor de uma companhia, a polícia poderá obtê-los sem mostrar nada a você. Eles podem até nem precisar mostrar um mandado à empresa.”

Stallman disse esperar que muita gente “continuará a adotar o modelo de computação descuidada, porque a cada minuto nasce mais um trouxa no mundo”.

“No entanto, se um número suficiente de pessoas continuar a manter seus dados sob seu próprio controle, nós ainda poderemos fazê-lo. E é melhor que seja assim, senão a opção poderá desaparecer.”

Sistema engessado
Stallman sustentou que, na essência, o sistema da Google é “o sistema operacional GNU/Linux. Contudo, ele é entregue sem as aplicações de costume, e engessado de forma a impedir e desestimular a instalação de aplicações.”

Oficialmente, a Google mostrou seu sistema na semana passada, cerca de dois anos depois de ter sua existência anunciada.

O sistema, que atualmente tem sido testado por empresas e por um pequeno grupo de consumidores, guarda o menor número possível de dados dentro da máquina. Em vez disso, ele se apóia em uma conexão à Internet para armazenar dados nos servidores da Google.

A Google ainda precisa revelar se ou quando terá planos de produzir seus próprios laptops rodando o sistema operacional.

No entanto, espera-se que as primeiras máquinas com o sistema, produzidas pela Acer e pela Samsung, estejam disponíveis em meados de 2011.

Por ITworld/EUA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s